Fueiro florestal restaurado é ótima alternativa para pequenos compradores

Cada vez mais em alta no mercado, a revitalização de produtos é uma solução econômica e sustentável. Essa tendência não é exclusiva para itens básicos de consumo, como peças de vestuário e móveis. Produtos do ramo industrial pesado também podem ser reciclados, dando origem a alternativas ideais para pequenos compradores.

Sempre atenta a soluções ambientalmente corretas, a Unylaser, de Caxias do Sul/RS, engloba a restauração de fueiros florestais nos seus serviços. Os modelos antigos são eventualmente aceitos na troca, quando os clientes decidem comprar produtos mais modernos da marca. Ao chegarem na empresa, os fueiros já utilizados passam por uma intensa revitalização e ficam disponíveis para comercialização.

A economia na compra de um modelo antigo revitalizado gira em torno de 40% em relação a um fueiro novo. A solução, portanto, é ideal para os clientes menores, que têm menos poder de compra e não buscam necessariamente o fueiro mais moderno do mercado. A alternativa também é interessante para os compradores que não priorizam tanto o peso dos produtos, já que os modelos novos são mais leves.

Para os compradores maiores, que precisam de alternativas inovadoras para se manterem competitivos, a Unylaser também é referência no mercado. A marca abrange a última geração da linha RAPTOR®, que tem entre seus diferenciais a maior capacidade de carga com o menor peso.

 

Modelos da linha RAPTOR® são mais resistentes e mais leves

Líder de vendas do segmento na América do Sul, a linha RAPTOR® contempla uma gama de capacidade de carga que varia de 5.000 kg a 20.000 kg, dependendo o modelo escolhido. A última geração da marca também conta com um coeficiente de segurança muito alto, além do baixo peso.

A linha RAPTOR® é fabricada inteiramente com aço de alta resistência mecânica.  Outro diferencial da marca é o acompanhamento constante dispensado nos ciclos de produção: todos os modelos são testados em laboratório próprio com ciclagem e testes destrutivos. Os fueiros só são liberados para o mercado depois de passarem por provas de campo.