Sustentabilidade Industrial: Por que o Aço é o material mais reciclado do mundo?

Cada vez mais no centro das discussões, a sustentabilidade industrial busca reduzir os impactos ambientais negativos causados pelas indústrias. Nesse cenário, o aço ganha destaque, já que pode ser reciclado de maneira contínua sem perder a qualidade.

Com aplicações na construção, mineração, transportes e agricultura, o aço é um material de importância fundamental para diversas cadeias produtivas. Diante de tamanha procura, o maior desafio das siderúrgicas é criar produtos sem agredir o meio ambiente, já que o descarte inadequado do aço contribui para o aumento da poluição do planeta

Felizmente, a boa notícia é que o aço é, hoje, o material mais reciclado do mundo, segundo o Instituto Aço Brasil. Seu uso pelo maior número de vezes possível gera uma economia circular vantajosa para todos os envolvidos, além de proteger o meio ambiente da sua demorada composição, que leva mais de 100 anos.

Ao realizar a redução de matérias-primas, bem como da energia gasta para produção de novos produtos, a reciclagem do aço contribui de maneira muito significativa para a sustentabilidade industrial. Vamos entender melhor?

 

A sustentabilidade industrial do aço

O aço é um ótimo exemplo quando o assunto é sustentabilidade industrial. Por meio do seu processo de reciclagem conseguimos enxergar um futuro capaz de eliminar o conceito de resíduos, pois a ideia é manter o uso desse material pelo maior tempo possível, mesmo depois do seu descarte.

O aço é 100% reciclável, ou seja, é possível aproveitar toda a matéria-prima sem nenhuma perda de qualidade. Mas para que a reciclagem aconteça, existem várias etapas. A primeira delas envolve catadores de materiais recicláveis que obtêm renda dentro desse ciclo – o impacto positivo chega a outras áreas da sociedade. Após a coleta, o processo segue assim:

Os materiais coletados passam por uma separação que pode ser tanto manual quanto feita por separadores magnéticos.
É realizada uma limpeza do material separado em peneiras, para eliminar os resíduos sólidos contaminantes.
O material limpo, que já pode ser considerado sucata, é prensado em fardos, para facilitar o transporte.
A sucata é levada por caminhões para as siderúrgicas.
Na siderúrgica, a sucata vai para a usina de fundição, que é quando passa por fornos elétricos ou a oxigênio, a uma temperatura de 1500°C.
A alta temperatura faz com que o material chegue a um estado de fusão e líquido fumegante, quando o aço pode ser moldado em tarugos e placas metálicas.
Por fim, acontece o processo de laminação, para que o aço possa ser cortado em forma de chapas ou enviado em diferentes formas de bobina e pronto: o material já pode ser usado como se fosse a primeira vez!

 

A sustentabilidade industrial do aço no Brasil

Segundo números de 2019 divulgados no Relatório de Sustentabilidade do Instituto Brasileiro do Aço, 52% do consumo energético das siderúrgicas aconteceu por autogeração.

Esse dado reforça que pensar de maneira sustentável dentro da cadeia produtiva não é um mero discurso bonito, mas uma ação que proporciona resultados reais para a sociedade e para as indústrias.

Apenas em 2019, 8 milhões de toneladas de aço foram recicladas no País, transformando produtos com defeito e usados em produtos novos, começando um novo ciclo de vida, que não polui a natureza e contribui para a economia industrial. Estima-se que cerca de 30% de todo o aço produzido no Brasil venha da reciclagem.

Foi o Grupo PCP, do qual a PCP Produtos Siderúrgicos faz parte, que trouxe os aços de alta resistência e se tornou um grande centro de distribuição de aços em solo brasileiro.

Porém, tão importante quanto ser um centro de soluções especializado no atendimento do mercado de aços de alta resistência, é atuar com sustentabilidade industrial e foco na cadeia produtiva além do descarte. Conheçanossos produtos.

 

A sustentabilidade industrial do aço no Grupo PCP Steel

Além de realizar a compra de aço reciclado, também é importante destacar que, mesmo quando chegam materiais de segunda mão por meio dessa compra, que não podem ser aproveitados para a fabricação dos tipos de peças existentes na empresa, o aço ainda é reaproveitado.

Isso acontece graças a uma cadeia de serralheiros e funileiros que compram esse material que é usado, por exemplo, para a produção de portões e calhas.

Sem contar que a sucata de aço da produção da empresa é vendida para usinas que usam essas sobras como matéria-prima para produzir aço novamente. Normalmente, existe um intermediário que junta um volume de material tanto da PCP Produtos Siderúrgicos quanto de outras empresas, pois o volume de uma única empresa não é suficiente para realizar a reciclagem.

É assim, de forma colaborativa, que todos construímos, juntos, uma economia circular e cultivamos a sustentabilidade industrial, de forma que todo o aço é reaproveitado.

 

Contribuiu para este artigo:

Moisés Furtado Nunes, vendedor no Grupo PCP Steel